Domingo, 26 de Maio de 2024 05:37
Sertão da Paraíba São Bento das Redes

Casamento coletivo vai oficializar a união de 27 Casais na Comarca de São Bento

Casamento coletivo vai oficializar a união de 27 Casais na Comarca de São Bento

24/04/2024 20h06
Por: Eli Cavalcante Fonte: Portal da Capital
Casamento coletivo vai oficializar a união de 27 Casais na Comarca de São Bento

 

Uma cerimônia de casamento coletivo promete marcar a história do Município de São Bento, distante 395 Km de João Pessoa, e localizado no Alto Sertão paraibano. Neste sábado (27), a partir das 19h, o juiz titular da Vara Única daquela Comarca, Rúsio Lima de Melo, vai oficializar a união de 27 casais. O evento será realizado na ‘Casa de Festas Felicita’ e a iniciativa é da Prefeitura Municipal de São Bento, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social.

O projeto facilita a legalização de uniões, com um foco especial em casais em condição de vulnerabilidade. Para garantir que o apoio chegue a quem realmente precisa, os casais foram cuidadosamente selecionados por meio do sistema do CAD Único do Governo Federal. “Esta cerimônia oficializa a união de diversos casais e, simultaneamente, promove um movimento de inclusão social dessas famílias, marcando um ponto de partida significativo, para uma vida conjugal plena e legalmente reconhecida”, comentou Rúsio Lima de Melo.

“É um momento muito importante e esperado por todos nós, que trabalhamos arduamente para tornar este dia especial”, relatou o prefeito de São Bento, Jarques Lúci.

Para a secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social, Valeska Dantas, “a cerimônia é uma oportunidade para realizar sonhos, que até então eram impossíveis, e celebrar o amor, além de promover a inclusão, a cidadania civil e o apoio social na legalização das famílias”.

A secretária informou, ainda, que os casais participantes já estão enviando os documentos necessários para a oficialização de suas uniões. O cartório local, responsável por processar toda a documentação, recebeu cópias do RG, CPF, comprovante de residência, certidão atualizada de cada nubente, além dos documentos das duas testemunhas e requerimentos contendo dados pessoais e de contato. “A expectativa é que a cerimônia coletiva não apenas celebre as uniões, mas também simbolize um novo começo para esses casais, proporcionando-lhes os benefícios legais e sociais de uma união formalizada”, acrescentou Valeska Dantas.