Sábado, 15 de Junho de 2024 23:00
Policial Brasil

Vereador é preso em operação para investigar desvio em doações às vítimas da enchente no RS

Vereador é preso em operação para investigar desvio em doações às vítimas da enchente no RS

10/06/2024 07h03
Por: Eli Cavalcante Fonte: O Globo
Vereador é preso em operação para investigar desvio em doações às vítimas da enchente no RS

 

O vereador Filipe Lang (PT), pré-candidato a prefeito de Palmares do Sul (RS), foi preso em flagrante após o Ministério Público, em ação conjunta com a Polícia Civil, encontrar em sua casa um revólver em situação irregular, em meio a investigações contra o desvio de doações às vítimas da enchente no município. O parlamentar teria informado que a arma em questão era velha e que teria sido um presente do avô. A informação é do jornal Zero Hora.

A ação foi conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em conjunto com a Polícia Civil, e teve como alvo dois vereadores e um familiar de um deles. Esta foi a segunda etapa da operação.

Segundo a publicação, as buscas também atingiram outro vereador, Polon Backes de Oliveira (União Brasil), pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Lang. Na operação, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão na área central de Palmares do Sul e no Balneário de Quintão, que pertence ao município. Nas buscas foram recolhidos celulares e R$ 15 mil em espécie.

“Tudo indica que foi uma doação para um pré-candidato no próximo pleito. E já temos provas de que parte destes donativos foi encaminhada para famílias não flageladas, conforme planilhas apreendidas”, destacou o promotor Mauro Rockenbach em nota publicada no site do MP-RS.

Rockenbach coordenou a operação ao lado do também promotor Leonardo Rossi e do Delegado de Polícia Antônio Carlos Ractz Jr.

Em seu site oficial, a Polícia Civil confirmou a prisão de um dos investigados, mas sem dar detalhes do nome. “Polícia Civil, neste sábado (08/06), em Palmares do Sul, cumpriu Mandados de Busca e Apreensão na casa de dois vereadores, entre outros locais. Houve uma prisão em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Durante as diligências foram apreendidos uma grande quantidade de donativos em Balneário Quintão, que seriam distribuídos de forma equivocada. Ainda, foram apreendidos smartphones, dinheiro, um revólver sem registro, munições, documentos e outras evidências”, afirmou a instituição.

Realizada na semana passada, a primeira etapa da operação já havia localizado parte dos donativos desviados, em ação que teve como alvo um vereador, sua companheira e um secretário municipal investigados por apropriação indébita, peculato e associação criminosa. O parlamentar alvo na primeira etapa da operação foi Manoel Antunes Neto (PL), também pré-candidato à prefeitura, segundo a Zero Hora.